Saber do fim

E se a gente vivesse consciente de que vai acabar? E se acordássemos lembrando do fim? Não pense logo na morte, dramático leitor. Pense no fim das situações chatas que atormentam seus dias. Não se esqueça, porém, da finitude dos amores que disparam o coração. Foque no fim daquilo que não lhe faz bem. Viva o momento feliz, ele logo passa também. Temos certa resistência … Continuar lendo Saber do fim

Meus vizinhos

Quando eu era criança, morava em uma casa. De um lado, vivia uma senhora, Dona Maura, com seus filhos e netos. A nora dela era manicure da minha mãe, o que fazia com que tivéssemos notícias sobre quem vivia do outro lado do muro e conhecêssemos algumas pessoas daquela família. Do outro lado, moravam pessoas sobre as quais eu não sabia quase nada. Acredito que … Continuar lendo Meus vizinhos

O retorno do Pássaro

Em certas estações os pássaros retornam ao lugar onde nasceram, onde estão suas raízes. Você talvez não saiba, mas mesmo aqueles que têm asas, têm também raízes. A diferença é que os pássaros levam parte de suas raízes no coração, pois só assim podem voar. Chegou então o tempo de aquele Pássaro voltar àquela Árvore. Ele voou muito para chegar até ali. Fez o trajeto … Continuar lendo O retorno do Pássaro

Eu nunca me apaixonei por você

Eu nunca me apaixonei por você. Talvez eu até tenha tentado. Seus encantos, porém, nunca me encantaram tanto. Busquei motivos em esquinas, mas não encontrei. Você não é do tipo que desperta paixões súbitas e fugazes. Sabe conquistar, mas pede tempo demais. É tranquila e morna. Sua calma quase me desespera. Eu nunca me apaixonei por você, mas aprendi a lhe amar. Nos, tantos, dias … Continuar lendo Eu nunca me apaixonei por você

Onde é a sua casa?

Em artigos de decoração em formato de casa, vejo sempre a mesma frase: Home is where your heart is*. Não compro nenhum. Quem dera fosse fácil assim. Talvez até seja para gente de coração quieto. Mas eu tenho um coração saltitante, que pula entre passado, presente e futuro. Um coração cujos pedaços estão espalhados por aí. Não sei se é possível ter tantas casas como … Continuar lendo Onde é a sua casa?

Voltar e revoltar

De vez em quando alguém me pergunta se volto. Outros querem saber quando será a volta. Eu desconverso, digo não saber a resposta. É mentira. Sei direitinho. Tim-por-tim. Sei que não volto mais. Nunquinha, nunca mais. Já era hora de avisar para quem anda a perguntar que volta não há. O motivo é muito fácil explicar. Não é possível voltar. Não volto só porque não … Continuar lendo Voltar e revoltar