Voltar e revoltar

De vez em quando alguém me pergunta se volto. Outros querem saber quando será a volta. Eu desconverso, digo não saber a resposta. É mentira. Sei direitinho. Tim-por-tim. Sei que não volto mais. Nunquinha, nunca mais. Já era hora de avisar para quem anda a perguntar que volta não há. O motivo é muito fácil explicar. Não é possível voltar. Não volto só porque não … Continuar lendo Voltar e revoltar

A Língua que quero

Tenho saudades de ter vocês todos os dias. Quero mais do que doses diárias. Quero todos os sinais. Quero te ter em todas as pessoas nas ruas. Quero ainda mais música. Quero fechar os olhos e te escutar sem esforço. Quero te falar sem moderação. Eu te quero todo, o tempo todo. Quero esse samba eterno de palavras. Essa fala mansa que canta. Essa dança … Continuar lendo A Língua que quero

O mundo está melhor

Uma colega de trabalho um dia me disse que eu vivia no mundo dos unicórnios felizes. Gostei da definição e achei adequada. Desde então, virei fã dos unicórnios que, por sorte, estão na moda e por toda parte. Já tenho quase dez entre enfeites, copos, pijamas, quadros e até um de pelúcia. No mundo dos unicórnios, estamos bem felizes e vivemos num lugar cada dia … Continuar lendo O mundo está melhor